Prudente adere à Campanha contra o trabalho infantil e a exploração sexual de crianças

Nenhum comentário

O município de Presidente Prudente, no oeste do Estado de São Paulo, aderiu à Campanha Nacional Covid-19: agora mais do que nunca, protejam crianças e adolescentes do trabalho infantil. E espalhou mensagens em 29 painéis instalados no Parque do Povo, área nobre da cidade.

“É muito triste. Muito cedo. É muito covarde cortar infâncias pela metade”, alertam as mensagens, como a que se vê abaixo.

FOTO CAMPANHA FPETI 3

A campanha, alinhada à iniciativa global proposta pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), no Brasil, além da própria OIT, tem como realizadores a Justiça do Trabalho (pelo Tribunal Superior do Trabalho, Conselho Superior da Justiça do Trabalho e 24 Tribunais Regionais do Trabalho do País), Ministério Público do Trabalho (MPT) e Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (FNPETI).

Em Presidente Prudente, a realização da campanha foi deliberada no Fórum de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil de Presidente Prudente e Região – FPETI-PPR, do qual participam o Juizado Especial da Infância e Adolescência (JEIA) da Justiça do Trabalho, o Ministério Público do Trabalho, a Gerência Regional do Trabalho (agora no Ministério da Economia), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), sindicatos, instituições formadoras, outras instituições e organizações da rede de proteção à criança e ao adolescente e no qual o município é representado, dentre outras, pelas Secretarias de Assistência Social, da Educação e da Tecnologia da Informação.

O FPETI-PPR e as instituições e organizações que o integram realizaram também, este ano, campanha de conscientização contra o abuso e exploração sexual infantil. Em razão disto, mensagens como a que está abaixo, tendo ao fundo o Fórum Trabalhista do município, estimulam a população a denunciar esse tipo de violência.

FOTO CAMPANHA FPETI 2